Ava Gardner

Ava Lavinia Gardner foi uma atriz norte-americana do cinema clássico de Hollywood. Indicada ao Prêmio Oscar, é considerada uma das atrizes mais belas da história do cinema e uma das grandes estrelas do século XX. É um dos mitos da sétima arte e está entre as 50 maiores lendas do cinema da lista do AFI.

Conhecida por sua exuberante e fotogênica beleza, é lembrada como - o animal mais belo do mundo!

Ava Gardner (1922-1990) nasceu em Smithfield, uma comunidade rural no estado da Carolina do Norte, no dia 24 de dezembro de 1922. Filha dos camponeses pobres, que ganhavam a vida construindo casas de madeira, Jonas Gardner e Mary Elizabeth Gardner. Era a caçula de sete filhos.

Aos 17 anos Ava Gardner foi visitar Beatrice, sua irmã mais velha que vivia em Nova York com o marido. Sem maiores intenções, deixou-se fotografar no estúdio do cunhado Larry Tarr e uma foto ficou exposta na janela. Um caçador de beldades viu a foto e logo ela seria convidada para ser modelo e faria um teste nos estúdios da MGM, o que lhe rendeu o primeiro contrato no cinema em 1941.

Em pouco tempo, casou-se com o ator Mickey Rooney, de quem se separou depois de um ano e uma semana. O segundo casamento, com o músico, compositor e regente Artie Shaw, realizado no dia 17 de outubro de 1945, um colecionador de atrizes entre ela Lana Turner e Evelyn Keys. A união não durou mais do que oito meses. O primeiro papel de destaque foi ao lado de Burt Lancaster, interpretando a sensual Kitty Collins no filme "Os Assassinos" (1946).

"O mais belo animal do mundo", como foi chamada em uma campanha publicitária, parecia ter encontrado o amor de sua vida nos mais belos olhos azuis do mundo, os de Frank Sinatra. Casaram-se no dia 7 de novembro de 1951, mas o ciúme de ambos alimentava constantes brigas e levou-os a separação oficial em 1957.

Antes do auto-exílio, Ava foi indicada ao Oscar de melhor atriz, em 1953, pelo papel em "Mogamo", estrelado ao lado de Clark Gable e Grace Kelly. Em 1954, protagonizou "A Condessa Descalça".

Depois que deixou os Estados Unidos nunca mais morou no país, embora aparecesse por lá a trabalho ou em visitas à família. Preferiu a mudança para ficar longe de Sinatra, ou talvez por ter sido vítima do Macarthismo, perseguição aos comunistas ordenada pelo general americano MaCarth, nos anos 50, no auge da Guerra Fria. Depois que sua carreira declinou nos anos 60, a bela Ava mudou-se para Londres, onde passou seus últimos dias, quase anônima, e entregue à bebida. Ava não teve filhos.

Ava Lavinia Gardner, morre em Londres, no dia 25 de janeiro de 1990, em consequência de uma pneumonia e foi enterrada em sua terra natal Smithfield, onde hoje existe um memorial em sua homenagem.

Filha de camponeses pobres que ganhavam a vida construindo casas de madeira, Ava nasceu na véspera de Natal de 1922, em Smithfield, uma comunidade rural no estado americano da Carolina do Norte. Era a caçula dos sete filhos de Mary Elizabeth e Jonas Gardner.

Aos 17 anos, Ava foi visitar Beatrice, sua irmã mais velha que vivia em Nova York com o marido. Sem maiores intenções, deixou-se fotografar no estúdio do cunhado Larry Tarr e uma foto ficou exposta na janela. Um caçador de beldades viu a foto e logo ela seria convidada para ser modelo e faria um teste nos estúdios da MGM, o que lhe rendeu o primeiro contrato no cinema em 1941.

Em 1941, Mickey Rooney era o pequeno rei dos estúdios da Metro: fazia um musical chamado Calouros da Broadway (Babes On Broadway), no qual imitava Carmen Miranda, de baiana e maquiagem exagerada. Ava Gardner foi-lhe apresentada nesse dia. Casaram-se em 10 de Janeiro de 1942, divorciando-se um ano depois, após uma série de brigas, em 21 de Maio de 1943 (no mesmo dia em que a mãe de Ava faleceu).

O primeiro papel de destaque foi ao lado de Burt Lancaster interpretando a sensual Kitty Collins em Os Assassinos (1946). Engatou o segundo casamento, desta vez com o band-leader e clarinetista Artie Shaw, um colecionador de atrizes (Lana Turner, Evelyn Keys...). A união não durou mais do que oito meses.

O mais belo animal do mundo, como foi chamada em uma campanha publicitária, parecia ter encontrado o amor de sua vida nos mais belos olhos azuis do mundo, os de Frank Sinatra. Casaram-se em 1951 mas o ciúme de ambos alimentava constantes brigas e levou-os ao divórcio em 1956. Antes do auto-exí­lio, Ava foi indicada ao Oscar de melhor atriz, em 1953, pelo papel em Mogambo, estrelado ao lado de Clark Gable e Grace Kelly, e protagonizou A Condessa Descalça,em 1954.

Depois que deixou os Estados Unidos nunca mais morou no país, embora aparecesse por lá a trabalho ou em visitas à família. Talvez preferiu a mudança para ficar longe de Sinatra, ou talvez por ter sido vítima do Macarthismo, perseguição aos comunistas ordenada pelo general americano MacCarth, nos anos 50, no auge da Guerra Fria.

Depois que sua carreira declinou nos anos 60, a bela Ava mudou-se para Londres, onde passou seus últimos dias, quase anônima, e frequentemente bêbada. Nunca mais se casou nem teve filhos. Em 1990, aos 68 anos, morreu por causa de uma pneumonia e foi enterrada na terra natal Smithfield, onde hoje existe um memorial em sua homenagem.

- Recebeu uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz, por "Mogambo" (1953).

- Recebeu uma indicação ao Globo de Ouro de Melhor Atriz - Drama, por "A Noite do Iguana" (1964).

- Recebeu 3 indicações ao BAFTA de Melhor Atriz Estrangeira, por "Bhowani Junction" (1956), "A Hora Final" (1959) e "A Noite do Iguana" (1964).

- Ganhou o prêmio de Melhor Atriz, no Festival de San Sebastian, por "A Noite do Iguana" (1964).

1986 - Harém (Harem) (TV)
1985 - O mercador de almas (Long hot summer, The) (TV)
1982 - Regina (Regina Roma)
1981 - Priest of love
1980 - Sequestro do presidente (Kidnapping of the president, The)
1979 - Cidade em chamas (City on fire)
1977 - A sentinela dos malditos (Sentinel, The)
1976 - A travessia de Cassandra (Cassandra crossing, The)
1976 - O pássaro azul (Blue bird, The)
1975 - Permissão para matar (Permission to kill)
1974 - Terremoto (Earthquake)
1972 - Roy Bean - O homem da lei (Life and times of judge Roy Bean, The)
1970 - Tam Lin
1968 - Mayerling
1966 - A Bí­blia (La Bibbia)
1964 - A noite do iguana (Night of the iguana, The)
1964 - Sete dias de maio (Seven days in may)
1963 - 55 dias em Peking (55 days in Peking)
1960 - Tentação (Angel wore red, The)
1959 - A hora final (On the beach)
1959 - A maja desnuda (Naked maja, The)
1957 - E agora brilha o sol (Sun also rides, The)
1957 - Dois amores e uma cabana (Little hut, The)
1956 - A encruzilhada dos destinos (Bhowani junction)
1954 - A condessa descalça (Barefoot contessa, The)
1953 - Os cavaleiros da Távola Redonda (Knights of the round table)
1953 - Mogambo (Mogambo)
1953 - A bela e o renegado (Ride, vaquero!)
1952 - As neves do Kilimanjaro (Snows of Kilimanjaro, The)
1952 - A estrela do destino (Lone star)
1951 - O barco das ilusões (Show boat)
1951 - My forbidden past
1951 - Pandora and the flying dutchman
1949 - Mundos opostos (East side, west side)
1949 - O grande pecador (Great sinner, The)
1949 - Lábios que escravizam (Bribe, The)
1948 - Vênus, a deusa do amor (One touch of Venus)
1947 - Hucksters, The
1947 - Singapura (Singapore)
1946 - Os assassinos (Killers, The)
1946 - Por causa de uma mulher (Whistle stop)
1945 - She went to the races
1944 - Three men in white
1944 - Music for millions
1944 - Blonde fever
1944 - Maisie goes to Reno
1944 - Two girls and a sailor
1943 - Lost angel
1943 - Swing fever
1943 - Du Barry era um pedaço (Du Barry was a lady)
1943 - Young ideas
1943 - Ghosts on the loose
1943 - Hitler´s madman
1943 - O piloto nº 5 (Pilot # 5)
1942 - Uma aventura em Paris (Reunion in France)
1942 - Sunday punch
1942 - Mighty lak a goat
1942 - Calling Dr. Gillespie
1942 - Kid glove killer
1942 - We were dancing
1942 - This time for keeps
1942 - We do it because...
1941 - H.M. Pulham, Esq.
1941 - Fancy answers

Galeria

Pode fazer uma doação?

Ajude-nos a manter o site no ar! Clique aqui.